Boas ações se espalham sozinhas

HomeA Vida na Cidade

Boas ações se espalham sozinhas

Pensando em um mundo mais comunitário, onde as pessoas promovem o bem, que tal nos desafiarmos a agirmos de forma mais empática?

Carnaval e Meio Ambiente? Dá sim!
Como a gasolina se tornou uma questão sistêmica no país
Transporte na Copa

Você se lembra de momentos em que alguém foi gentil com você? Qual foi a sua sensação? Você se sentiu inspirado a ser gentil com outra pessoa?

E sobre as suas ações? Você já parou para refletir sobre o seu impacto no mundo? Com qual frequência você faz algo pensando no outro? Você dedica parte do seu tempo para ajudar outras pessoas?

Felizmente, a proposta de propagar boas ações já está disseminada.  Tanto é que, no dia 26 de abril, se comemora o Dia Da Boa Ação que tem como objetivo despertar as pessoas para ações sociais. Isso inclui desde um gesto simples, como um abrir a porta para outra pessoa, até doação de alimentos, por exemplo.

Você conhece o ditado “gentileza gera gentileza”?

Dizem que a solidariedade contagia. Mas você sabia que há uma explicação científica para isso? O cientista Jamil Zaki busca explicar esse fenômeno. Seus estudos indicam que a causa é a ótica da conformidade, ou seja, a tendência de alinhar atitudes e crenças às de pessoas ao redor.

“Fundamentalmente, somos uma espécie social. As pessoas são muito motivadas a serem parte de um grupo e compartilhar um senso de identidade”, diz o pesquisador. Uma forma de fazer isso é imitando comportamentos, opiniões e emoções.”

 

Sabendo que nossas ações podem influenciar às pessoas ao nosso redor, podemos explorar esse comportamento e buscar atitudes solidárias. Aliás, pequenas ações e gestos podem causar um efeito duplo, em quem recebe e em quem pratica a ação.

Pensando em um mundo mais comunitário, onde as pessoas promovem o bem, que tal nos desafiarmos a agirmos de forma mais empática? Observar as pessoas ao nosso redor e perceber que gestos simples são capazes de melhorar o momento ou até mesmo o dia de outra pessoa. E imagina se essa pessoa, influenciada pela gentileza recebida, é gentil com outra pessoa? E esse efeito em cascata? Será que ele não pode transformar o mundo, aos poucos?  Disseminar ações colaborativas pode despertar o melhor em nós mesmos e nos outros.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0